Ginecologia e Obstetrícia

DIU de cobre: o que você precisa saber

Por fevereiro 5, 2019 Nenhum comentário
diu de cobre

O DIU de cobre é considerado um dos métodos contraceptivos mais eficientes. Trata-se de um dispositivo intrauterino em formato de T que é colocado dentro do útero a fim de impedir que o espermatozoide chegue até as tubas uterinas .

Além da sua eficácia, uma das vantagens desse método é o fato de que ele pode ficar até, aproximadamente, 10 anos dentro do útero sem a necessidade de manutenção.

Entretanto, pela falta de informação, ainda é baixa a taxa de mulheres que utilizam o DIU no Brasil. Segundo dados do Ministério da Saúde, esse número é menor que 2%.

Nesse artigo, você vai saber mais sobre o DIU de cobre e as principais vantagens de utilizá-lo. Confira!

O que é DIU de cobre?

É uma versão não-hormonal do dispositivo intrauterino que é feito de plástico e revestido por esse metal.

Uma vez inserido, ele causa uma espécie de reação inflamatória do endométrio e muco cervical que dificulta a entrada dos espermatozóides pelo útero e tubas uterinas. .  

A reação inflamatória no útero não causa qualquer tipo de dano para o órgão ou o corpo como um todo. Porém esse processo torna o útero hostil e, consequentemente, evita que aconteça a fecundação.

Vantagens do DIU de cobre

Além de proporcionar uma eficácia superior a 99%, o DIU possui outros benefícios. Dentre eles, destacam-se:

  1. Não precisa ser trocado frequentemente;
  2. Oferece poucos efeitos colaterais;
  3. Pode ser retirado a qualquer momento;
  4. Não libera hormônios;
  5. A mulher pode utilizar no período da amamentação;
  6. Não tem sua eficácia reduzida por outro medicamento;
  7. A fertilidade retorna ao normal imediatamente após a sua retirada.

Como acontece a sua inserção?

Com a mulher em posição ginecológica, ou seja, deitada na mesa com as pernas levemente afastadas, o DIU de cobre deve ser inserido até o útero.

Depois, é deixado um pequeno fio dentro da vagina, que, apesar de ser possível sentir com o dedo, não costuma atrapalhar durante o contato íntimo. É esse fio que permitirá a sua retirada e, portanto, não é recomendado que fique muito curto.

Esse procedimento deve ser realizado somente por um ginecologista no próprio consultório médico, ou em alguns casos pode ser colocado também em centro cirúrgico. Durante a colocação do DIU de cobre a mulher pode sentir um breve desconforto, como se fosse uma pressão.

É importante destacar que o DIU pode ser colocado em qualquer momento do ciclo menstrual, desde que se tenha a comprovação de que a mulher não está grávida.

Porém, os médicos costumam preferir inseri-lo durante a menstruação, visto que o colo do útero se encontra mais dilatado nesse período, facilitando o processo.

Principais indicações

O DIU de cobre é indicado para mulher acima dos 14 anos e que seja sexualmente ativa. É preciso ficar atento, porém, as contraindicações para a sua colocação. São elas:

  • Fatores de risco para doenças inflamatórias pélvicas;
  • Infecção ginecológica ativa;
  • Suspeita de gravidez;
  • Anatomia do útero anormal;
  • Câncer uterino;
  • Sangramento ginecológico ainda sem origem determinada.

Lembre-se que o DIU de cobre é um contraceptivo que visa evitar a gravidez, não sendo capaz de impedir a contaminação de Doenças Sexualmente Transmissíveis. Na dúvida, procure o seu ginecologista

Lilian Fiorelli

Lilian Fiorelli

Formada pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FMUSP). Fez residência médica em Ginecologia e Obstetrícia no Hospital das Clínicas da FMUSP, onde também se especializou em Uroginecologia e Sexualidade Humana.

1
×
Olá! Como a Alira pode te ajudar?