Por que um diagnóstico precoce de endometriose é tão importante?

 In Ginecologia e Obstetrícia, Novidades

Ao sentir o sintoma de uma doença você claramente fica preocupado e busca auxílio médico o mais rápido possível não é mesmo? Porém, para algumas doenças como a endometriose por exemplo, os sintomas não são muito específicos e por isso podem passar despercebidos por vários anos até que seja feito o diagnóstico.

O tempo a mais entre o início dos sintomas, diagnóstico e tratamento, é importante para evitar danos maiores à saúde da mulher portadora dessa doença.

Como descobrir que tenho endometriose?

Para descobrir este tipo de doença é necessário realizar uma visita frequente ao ginecologista. Por conta dos sintomas que podem ser confundidos com os de uma menstruação normal a descoberta pode ser mais demorada. Muitas mulheres podem passar anos sem suspeitar que possuem este tipo de doença.

Entenda a doença

Muitas pessoas têm dúvidas em relação a quando ir ao médico. Algumas esperam os sintomas se intensificarem para buscar tratamento, outras fazem visitas frequentes aos médicos o que pode ser um grande aliado para o diagnóstico precoce de endometriose. É indispensável acompanhar com um especialista sempre que possível, realizando exames de rotina para verificar sua saúde.

Uma doença devidamente assistida evitará danos maiores futuros, pois quanto mais avançada a doença, maior o risco de ter sequelas mais importantes, e maior o impacto na qualidade de vida dessa mulher.

Para começar o tratamento de uma doença, primeiramente é preciso conhecê-la. O endométrio é o revestimento interno do útero que é renovado na menstruação quando não ocorre gravidez. A endometriose é a presença de células muito parecidas com as do endométrio normal, porém fora do útero. Existem várias possíveis causas dessa doença, como a menstruação retrógrada, a transformação das células de outras partes do corpo em células de endometriose, fatores genéticos, nutricionais, hormonais e imunológicos.

Esta doença acomete cerca de 6 milhões de mulheres no Brasil e um dos fatores de risco mais importantes é a hereditariedade (a presença de endometriose na mãe ou irmãs aumenta em muito a probabilidade de uma mulher ter endometriose). Porém como muitas vezes os sintomas costumam ser confundidos ou até mesmo não sentidos, estudos mostram que pode demorar cerca de 7 anos para que a doença seja diagnosticada, tornando o tratamento mais difícil.

Quais malefícios o diagnóstico preventivo pode sanar?

O diagnóstico de endometriose é algo que precisa ser feito o quanto antes, e nós vamos explicar os motivos.

Os focos de endometriose respondem da mesma forma que o endométrio normal. Ou seja, ao longo do mês ele cresce, e no final do mês, na menstruação, sangra e inflama. Isso causa a cólica menstrual intensa nas pacientes portadoras de endometriose.

Com o passar do tempo e com o aumento das lesões de endometriose, a região da pelve passa a ficar hipersensibilizada a sentir dor. Ou seja, fica mais fácil da região pélvica sentir a sensação de dor, o que torna a dor mais forte com o passar dos meses e anos.

Nas fases mais avançadas da doença, além da baixa qualidade de vida da paciente por sentir muita dor, a mulher também pode não conseguir engravidar.Por tudo isso é imprescindível buscar ajuda médica logo no início dos sintomas.

Sintomas da endometriose:

Cólica menstrual

Diferentemente das cólicas habituais, quando a paciente possui sintomas de endometriose essas cólicas podem ser bem mais intensas e podem até incapacitar a mulher durante o período menstrual.

Por isso fique atenta, caso você perceba que suas dores estão mais fortes que o normal, não espere, procure um médico especialista para uma avaliação.

Infertilidade

A infertilidade feminina associada a endometriose pode ser por alguns motivos: obstrução das tubas uterinas por aderências, redução da reserva de óvulos e pelo processo inflamatório na pelve que atrapalha os embriões.

Muitas mulheres apresentam dificuldades em engravidar e acabam não procurando um médico por pensar se tratar de apenas uma “fase”.

Dor na relação sexual

As dores durante a relação sexual em pacientes com endometriose são na sua maioria de profundidade. Esses sintoma começa a se tornar um fator preocupante quando começa a atrapalhar a relação e inibem o prazer do ato sexual.

Caso sinta alguma dor mais forte durante o sexo, procure um médico ginecologista para uma avaliação.

Alterações no intestino

Além das alterações na menstruação, a endometriose também pode causar modificações no intestino.

A paciente pode apresentar sintomas como diarreia, sangramento anal e até dor no reto durante a evacuação no período menstrual

Alterações urinárias

O sistema urinário também é fortemente influenciado pela endometriose. Na época da menstruação, podem surgir dores fortes ao urinar, urgência para urinar e algumas vezes sangramentos na urina.

As mulheres podem confundir este tipo de dor com uma simples infecção urinária

Dor contínua

Essas dores ocorrem independente da menstruação e ocorre principalmente em casos de endometriose mais avançada.

É perceptível que os sintomas da endometriose podem ser facilmente confundidos com indícios mensais da menstruação normal. Algumas vezes estes sintomas são tão discretos que muitas mulheres acabam não levando em consideração ou procurando um médico e realizando o diagnóstico precoce de endometriose.
Em nossa central educativa temos diversos artigos sobre o assunto que podem te ajudar a entender mais esta doença, não deixe de conferir.

Recent Posts

Leave a Comment

Infertilidade femininapara que serve a tireoide