Ginecologia e ObstetríciaSexualidade

Métodos de barreira são necessários em todas as relações?

métodos de barreira

Se alguma vez você já se perguntou se realmente é necessário utilizar métodos de barreira  em todas as relações sexuais, saiba que você não está sozinho.

Na verdade, trata-se de um questionamento muito frequente, independentemente da faixa etária, da escolaridade e da condição social. E as dúvidas aumentam ainda mais quando a pessoa se encontra em um relacionamento estável e a mulher toma anticoncepcional hormonal.

O que muitos esquecem é que o uso da camisinha não serve apenas para evitar uma gravidez indesejada. Essa é a forma mais segura, eficiente e barata de prevenir doenças sexualmente transmissíveis.

Abaixo, mostraremos algumas informações sobre os métodos de barreira , assim como seus benefícios para a saúde.

Por que as pessoas não usam camisinha?

Uma pesquisa concluiu que 52% dos brasileiros nunca ou raramente utilizam preservativo, enquanto 10% usam às vezes e somente 37% protegem-se sempre ou frequentemente.

Junto a este dado, há uma grande contradição: mais de 95% da população sabem que a camisinha é o modo mais eficaz para evitar o vírus da AIDS.

Mas, afinal, por que as pessoas esquecem ou ignoram a importância dos métodos de barreira ? Existem algumas justificativas:

  • popularização da pílula anticoncepcional: o uso da camisinha, muitas vezes, é vinculado à preocupação com uma possível gravidez. Assim, com a popularização do anticoncepcional, que resolve essa questão, muitas pessoas acabam deixando de lado os demais perigos da prática sexual desprotegida;
  • desconforto ou diminuição do tesão: muitos homens alegam que o uso da camisinha atrapalha o sexo e diminui o tesão. Algumas mulheres também se queixam de que ela gera assaduras e inchaços posteriores. Grande parte dessas reclamações tem mais origem psicológica do que efetivamente física. Ou seja, há uma predisposição cultural para não querer utilizar esse método contraceptivo;
  • vergonha: existem mulheres que sentem vergonha de pedir para que o parceiro use camisinha, por medo de que ele se ofenda ou de que ele ache que ela não confia na fidelidade dele.

Por que você deveria usar métodos de barreira  em todas as relações?

Fazer sexo com camisinha torna o ato seguro e até mais higiênico.

Segundo o Ministério da Saúde, nos últimos 10 anos, os casos de HIV e AIDS entre jovens de 15 a 24 anos aumentaram em 85%. Além disso, cerca de 40 mil novas ocorrências de doenças sexualmente transmissíveis são diagnosticadas por ano no Brasil.

Tudo isso pode ser facilmente evitado por meio da conscientização e do uso da camisinha!

Principais doenças evitadas com o uso da camisinha

Através da prática sexual sem preservativo, é possível contrair diversas doenças causadas por bactérias e vírus. Dentre elas, destacam-se:

  • gonorreia: em mulheres, essa infecção bacteriana pode ocorrer no colo do útero, no útero, nos ovários e nas trompas, e os sintomas variam de um simples corrimento até a infertilidade. Homens podem ter dor ao urinar, desconforto e inchaço em um dos testículos;
  • sífilis: essa doença bacteriana pode causar infertilidade e até a morte se não for tratada corretamente. Durante a gravidez, é possível transmiti-la para o feto, levando à morte perinatal ou malformação fetal associada ao parto prematuro com baixo peso do bebê;
  • herpes genital: uma vez instalado no organismo, o vírus da herpes não tem cura e apresenta vários ciclos ao longo da vida. Pessoas portadoras têm maior risco de contrair outras doenças como HIV, pois, durante o surto, além de a imunidade ser reduzida, as bolhas ficam mais expostas à penetração de fluidos;
  • HPV: o papilomavírus é uma infecção que pode provocar desde pequenas verrugas ou até  o câncer no colo de útero. O tratamento melhora as lesões, mas pode não eliminar o vírus.

Use camisinha sempre!

Para resumir: métodos de barreira  são necessários em todas as relações sexuais, seja para prevenir a gravidez ou as doenças sexualmente transmissíveis.

Inclusive, é importante destacar que, mesmo dentro de relacionamentos sérios e de muitos anos, é imprescindível o uso da camisinha, pois nem sempre se sabe tudo sobre a vida sexual da(o) parceira(o), mesmo que passada (muitas infecções podem persistir por anos sem a pessoa saber e então transmitir).

Para evitar surpresas, marque uma consulta médica e realize exames a fim de verificar se você possui algum problema que possa ser transmitido. Muitas dessas condições têm tratamento, e outras, com o devido acompanhamento, podem ter os sintomas minimizados.

Guia da Mulher Adulta Download Powered by Rock Convert
Lilian Fiorelli

Lilian Fiorelli

Formada pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FMUSP). Fez residência médica em Ginecologia e Obstetrícia no Hospital das Clínicas da FMUSP, onde também se especializou em Uroginecologia e Sexualidade Humana.

1
Olá! Posso te ajudar com alguma dúvida sobre agendamento de consultas?
Powered by