Ginecologia e Obstetrícia

Outubro Rosa: uma causa muito importante para a saúde da mulher

Outubro Rosa

Sua saúde e bem-estar são nossa prioridade, por isso, queremos ressaltar uma causa muito importante deste mês, o Outubro Rosa.

O Movimento

O Outubro Rosa é uma campanha de conscientização dirigida à sociedade e às mulheres com objetivo de ressaltar a necessidade da prevenção e do diagnóstico precoce do câncer de mama.

O movimento começou na década de 1990, nos Estados Unidos. Para mobilizar a população americana sobre a importância da ação, as cidades começaram a se enfeitar com laços rosas.

Embora a doença esteja presente no ano inteiro, o mês de outubro foi escolhido para representar a causa ao redor do mundo.

Durante todo o período, é comum ver espaços e monumentos decorados e/ou iluminados com a cor rosa.

A doença

O câncer de mama é o tipo de câncer mais comum entre as mulheres no Brasil e no mundo. A doença é relativamente rara antes dos 35 anos, porém acima desta idade, a incidência cresce progressivamente, especialmente após os 50 anos.

A indicação é que mulheres a partir dos 40 anos comecem a fazer a mamografia anualmente. Mas, as que têm histórico de câncer de mama na família, em parentes de 1º grau, também devem realizar o exame antes dessa idade.

Vale ressaltar que antes dos 35 anos a ultrassonografia de mamas pode ser mais indicada, já que a densidade das mamas dificulta a visualização de lesões na mamografia

A importância do diagnóstico precoce

Mulheres como Patrícia Pillar, Elba Ramalho, Arlete Salles, Joana Fomm, Sheryl Crow, Shannen Doherty, Brigitte Bardot, Jane Fonda, Costanza Pascolato e Joyce Pascowitch são alguns exemplos de profissionais, que além da fama, possuem uma luta em comum: todas elas foram diagnosticadas com câncer de mama e venceram a batalha contra a doença. Para muitas delas, o grande fator que contribuiu para o bom desempenho do tratamento foi o diagnóstico precoce da doença, que pode ser feito através de mamografia.

O autoexame também é importante mas não substitui a mamografia. Muitas mulheres ainda não criaram o hábito de fazer o acompanhamento anual com o ginecologista, por diversos fatores: desde o receio de sentir dor na hora da mamografia até o medo de receber um diagnóstico positivo em relação à doença. Esses motivos as levam a retardar ou ignorar o exame, que é fundamental para o rastreamento do câncer de mama.

Por fim, tenha em mente que a prevenção é essencial! Por isso, aproveite este mês para se prevenir e alertar as mulheres que você conhece. O diagnóstico precoce é a melhor forma de se proteger contra o câncer de mama!

Guia da Mulher Adulta Download Powered by Rock Convert
Dr. Tomyo Arazawa

Dr. Tomyo Arazawa

Me formei em Medicina na Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FMUSP). Após a faculdade, fiz Residência Médica e especialização e Ginecologia e Obstetrícia no Hospital das Clínicas da FMUSP. Fui Médico Preceptor (chefe dos residentes) da Disciplina de Ginecologia da FMUSP logo após o término da residência médica. Me especializei em cirurgias minimamente invasivas, tais como cirurgias laparoscópicas, histeroscópicas e cirurgias robóticas. Hoje minha dedicação está voltada a atenção, assistência e estudos a pacientes com dor pélvica e especialmente endometriose.

1
Olá! Posso te ajudar com alguma dúvida sobre agendamento de consultas?
Powered by