Dia Internacional da mulher: O bem-estar é mais uma conquista!

 In Ginecologia e Obstetrícia

O Dia Internacional da Mulher recorda a luta por condições igualitárias entre os gêneros. É claro que ainda há muito o que progredir, mas muitos avanços foram conquistados nas últimas décadas por mulheres do mundo todo. Além de ganhos sociais, as mulheres hoje podem comemorar conquistas também na área da saúde, que além do desenvolvimento em prevenir, diagnosticar e tratar doenças também conseguiu integrar um novo conceito de bem-estar.

Neste novo conceito o foco é a cuidar das pessoas como um todo, isto é, ser saudável é muito mais do que não ter doença alguma. A harmonia de corpo, mente e espírito é o verdadeiro pilar da prevenção de qualquer doença!

O nosso corpo fala! As doenças começam a aparecer geralmente se não atendemos às necessidades básicas do corpo: dormir e sentir-se descansado, comer alimentos saudáveis, fazer exercícios físicos, controlar estresse, ter harmonia no trabalho, com a família, cuidar da sexualidade, tirar um tempo para si mesma (seja este para meditar, ler um livro ou mesmo sair com amigos e amigas numa sexta feira a tarde). Acredite, saúde está diretamente ligada ao ato de ser feliz!

Consultas regulares ao médico, fazer exames, controlar e prevenir doenças é importante, mas, descobriu-se que, apenas adotar estas medidas não é suficiente para prevenir enfermidades. Pode parecer banal, mas quando se está feliz, essa irradiação é sentida de todas as formas, em todos os órgãos. É por isso que muitos médicos hoje incentivam as mulheres a conseguirem objetivamente mudar o estilo de vida, adotando pequenas mudanças comportamentais que proporcionarão uma vida mais saudável. Isso pode ser melhor do que qualquer remédio.

O essencial é sempre procurar o equilíbrio, seja ele na vida social, profissional ou pessoal. Tendo consciência de seus limites e limitações, fica muito mais fácil percorrer o caminho de uma vida mais harmoniosa, feliz e saudável. Feliz Dia da Mulher!

*Dra. Lilian Fiorelli é ginecologista, obstetra, e possui especializações em uroginecologia e sexualidade humana pela Universidade de São Paulo. Também é membro do Grupo Médico Assistencial do Assoalho Pélvico do Hospital Israelita Albert Einstein e do International Urogynecological Association.

Recommended Posts
tratamentos para endometrioseanticoncepcional para quem tem endometriose