Cirurgia de Cabeça e PescoçoEndocrinologia

Problemas de tireoide em homens: quais as consequências?

Por dezembro 13, 2017 Nenhum comentário
problemas de tireoide em homens

Em uma proporção de quatro para um, os homens são menos afetados por problemas na tireoide do que as mulheres, segundo dados de estudos da Sociedade para Educação e Pesquisa de Tireoide dos Estados Unidos. Porém, neles, as chances de que um nódulo na glândula seja diagnosticado como câncer são 10% maiores.

Esse tipo de tumor também costuma manifestar uma agressividade maior no sexo masculino, o que torna os problemas de tireoide em homens mais preocupantes.

As causas para essa diferença entre os dois gêneros em relação à formação de nódulos tireoideanos ainda são incertas. Há indícios de que o hormônio feminino estrógeno seja uma das influências, o que explicaria a maior incidência desses distúrbios em mulheres, mas nada foi comprovado.

O que é a tireoide

A tireoide é uma glândula que fica na parte inferior do pescoço, abaixo da região conhecida como pomo de Adão. Sua função é produzir hormônios que agem em muitos órgãos importantes, como o cérebro, o coração, os rins e o fígado.

Mais do que ser como um combustível para o organismo, esses hormônios atuam, também, na temperatura corporal, na memória, no humor e em outras atividades cognitivas, contribuindo para o desenvolvimento e o crescimento físico e  mental de crianças e adolescentes.

Quando o funcionamento da tireoide está comprometido, ela pode liberar hormônios em excesso (hipertireoidismo) ou em quantidades muito baixas (hipotireoidismo). Esses níveis desregulados podem interferir no ciclo menstrual, na fertilidade, no peso, no sistema cardiovascular e outros órgãos.

Principais problemas de tireoide em homens

Hipotireoidismo

A produção insuficiente de hormônios é chamada de hipotireoidismo. Com pouco “combustível” disponível, o corpo começa a trabalhar mais lentamente: o intestino prende, o coração bate mais devagar, o metabolismo desacelera e o crescimento fica comprometido.

Cansaço excessivo, dores musculares, aumento de peso, sonolência, pele seca e problemas de memória são alguns dos sintomas da doença.

Quando não tratado, o hipotireoidismo pode elevar os níveis de colesterol e aumentar as chances de distúrbios cardiovasculares, além de reduzir as capacidades físicas e mentais.

Hipertireoidismo

Em contrapartida, o hipertireoidismo é a produção excessiva de hormônios. É exatamente o contrário: o organismo começa a trabalhar mais rapidamente.

Os principais sintomas são intestino solto, coração disparado, grande agitação, pouco sono, ansiedade, irritação, mãos trêmulas, nervosismo e perda de apetite.  

Se não tratado, o hipertireoidismo pode causar osteoporose, elevação da pressão, insuficiência cardíaca e arritmia recorrente.

Nódulos na tireoide

Nódulos na tireoide são bastante comuns. Estima-se que cerca de 60% da população brasileira vá desenvolver pelo menos um em algum momento da vida. Embora eles geralmente não apresentem sintomas, os pacientes podem se queixar de aumento de volume cervical anterior, dificuldades para engolir ou respirar e até mesmo rouquidão.

Ainda que, em aproximadamente 90% das ocorrências, os nódulos na tireoide sejam benignos, oito em cada 100 homens com nódulo de tireoide podem ter câncer desta glândula.

Câncer na tireoide

Ocorre quando tumores malignos (ou seja, nódulos cancerosos) crescem na tireoide. Existe o risco de que eles se espalhem por todo o corpo do paciente.

As causas mais comuns são:

– exposição à radiação: atenção para as pessoas que trabalham com elementos radioativos (técnicos de raio X, radiologistas, odontologistas, químicos, por exemplo)
– histórico familiar da doença;

Porém, cabe ressaltar que uma grande parte dos casos de câncer de tireoide não possui nenhuma relação causal conhecida, sendo diagnosticada incidentalmente. Muitos estudos sobre os fatores que geram este tumor ainda estão sendo realizados, sem nenhum resultado evidente sobre os agentes causais, além dos citados anteriormente.

O câncer é silencioso e geralmente não apresenta sintomas além do surgimento de nódulos. Por isso, é indispensável realizar o auto-exame da tireoide e procurar ajuda médica caso algo de diferente seja notado na região do pescoço.

Auto-exame da tireoide

O auto-exame pode ser feito em casa, com a ajuda de um copo com água e um espelho.
Siga os passos abaixo:

1 – segure o espelho próximo ao pescoço e procure a região do pomo de Adão. A tireoide está localizada logo abaixo desse ponto;
2 – estenda a cabeça para trás para deixar a glândula em maior evidência;
3 – beba um gole d’água e observe esse mesmo ponto enquanto você engole;
4 – a tireoide vai subir e descer nesse momento. Verifique se existe alguma protuberância ou nódulo na região, tomando cuidado para não confundir a tireoide com o pomo de Adão;
5 – repita o teste quantas vezes achar necessário, até ter certeza do resultado;
6 – procure seu médico caso note algo fora do normal.

O auto-exame pode ajudar a diagnosticar um câncer precocemente, o que facilita o tratamento e resulta em uma chance de cura muito maior. Estar em dia com os exames e consultas médicas também auxilia a estar sempre atento ao surgimento de outros problemas de tireoide em homens.

Guia da Mulher Adulta Download Powered by Rock Convert
Dr. Jorge Kim

Dr. Jorge Kim

Dr. Jorge Kim é formado pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FMUSP), fez residência médica em Cirurgia de Cabeça e Pescoço no Hospital das Clínicas da FMUSP e foi Preceptor (chefe dos residentes) na Disciplina de Cirurgia de Cabeça e Pescoço do HC-FMUSP.

1
Olá! Posso te ajudar com alguma dúvida sobre agendamento de consultas?
Powered by