Cirurgia de Cabeça e Pescoço

Um lipoma no pescoço deve ser motivo de preocupação?

lipoma no pescoço

Se você percebeu um pequeno caroço em seu pescoço, de consistência amolecida e que não causa dor, há uma possibilidade de se tratar de um lipoma. Ele é um tumor benigno, ou seja, não cancerígeno.

Além do pescoço, o lipoma pode aparecer no tecido cutâneo de outras partes do corpo, como nos ombros, no tronco e nos braços. Em casos mais graves e, também, menos comuns, pode atingir músculos, órgãos internos e a cavidade abdominal.

O que é um lipoma?

O lipoma é uma lesão arredondada composta por células de gordura e revestida por uma cápsula fibrosa que pode variar de tamanho. Ele pode ter consistência firme, elástica ou macia, e seu crescimento costuma ser lento, ao longo de anos.

Esse nódulo geralmente se desenvolve logo abaixo da pele, ou seja, no tecido subcutâneo. Ele não causa nenhum tipo de dor, mas pode gerar incômodos na aparência ou físicos, conforme o local onde surgir. O lipoma no pescoço por exemplo, por ficar aparente, pode ocasionar baixa auto-estima.

A boa notícia é que o lipoma é benigno e não corre o risco de se transformar em câncer. Portanto, não há motivos para se preocupar.

Apesar de apresentarem sintomas parecidos, um lipoma não é a mesma coisa que um cisto sebáceo, visto que suas constituições são diferentes. Enquanto o cisto é composto por uma substância chamada de sebum, o lipoma é formado por células adiposas.

Causas do lipoma

Não se sabe exatamente quais são as origens do surgimento do lipoma. Em geral, ele costuma aparecer mais em mulheres que tenham algum caso parecido na família. Assim, das poucas certezas que se tem sobre o tema, podemos afirmar que a condição possui relação com a genética.

Outros dados sobre suas causas:

  • seu desenvolvimento não é comum em crianças;
  • não existe associação com obesidade e aumento da gordura corporal;
  • apesar de ser uma célula adiposa, é mais frequente em pessoas magras;
  • pode aparecer em locais que sofreram algum trauma;
  • está relacionado a algumas doenças, como a de Madelung.

Tratamento

Se o lipoma for indolor, não é necessário realizar qualquer tipo de tratamento. Inclusive, quando são pequenos, podem desaparecer com o tempo, de forma espontânea.

Porém, nos casos em que ele gerar dor, for muito grande ou, então, estiver situado em uma parte do corpo bastante aparente, como o lipoma no pescoço, é possível fazer uma cirurgia para remoção.

Essa operação é considerada de baixo risco, o período de recuperação é breve e não requer grandes cuidados. Geralmente, o lipoma não é recorrente, ou seja, não é comum que ele retorne depois de retirado.

Nos casos de lipoma no pescoço, o cirurgião de cabeça e pescoço é um profissional adequado para o diagnóstico e a decisão da terapia correta.

Guia da Mulher Adulta Download Powered by Rock Convert
Dr. Jorge Kim

Dr. Jorge Kim

Dr. Jorge Kim é formado pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FMUSP), fez residência médica em Cirurgia de Cabeça e Pescoço no Hospital das Clínicas da FMUSP e foi Preceptor (chefe dos residentes) na Disciplina de Cirurgia de Cabeça e Pescoço do HC-FMUSP.

1
Olá! Posso te ajudar com alguma dúvida sobre agendamento de consultas?
Powered by