Dermatologia

Como a falta de sono pode afetar a saúde de sua pele?

falta de sono

Uma pele bonita, saudável, viçosa e hidratada: quem não quer? Em meio a tantos cremes e tratamentos, o que poucas pessoas sabem é que a solução pode estar, na verdade, em uma noite bem dormida.

O período de sono é fundamental para o organismo, pois é quando os radicais livres e as demais substâncias tóxicas acumuladas durante o dia são removidos. Tudo isso se reflete positivamente na saúde da pele, que passa por uma renovação celular.

A falta de sono, pelo contrário, pode gerar consequências a curto prazo, como o surgimento de olheiras, e a longo prazo, antecipando o envelhecimento e o aparecimento de marcas de expressão.

Os benefícios de uma noite bem dormida (não só para a saúde da pele)

Dormir bem é o caminho para uma maior disposição física e, claro, para garantir a saúde da pele. Isso porque, durante o sono, o corpo desenvolve as seguintes funções:

  • fortalecimento do sistema imunológico: com a imunidade alta, as pessoas acordam mais animadas e possuem menos chances de adoecer e sentir dores;
  • secreção de hormônios: enquanto dormimos, são regulados os níveis de diversos hormônios importantes, como o de crescimento, saciedade, fome e estresse;
  • consolidação da memória: quem tem um bom sono consegue descansar o cérebro e, consequentemente, revigorar a memória;
  • combate ao envelhecimento das células: ao eliminar os radicais livres e promover o desenvolvimento das fibras de colágeno durante uma noite bem dormida, o organismo favorece a saúde da pele, visto que garante a elasticidade e evita ressecamentos e a aparência cansada.

É importante destacar, no entanto, que um bom repouso é relativo e não depende somente de quanto tempo dura, mas, também, de outros fatores.

Assim, além de dedicar entre seis e oito horas para o descanso, é preciso manter o ambiente isento de claridade e ruídos para que todas as fases do sono ocorram sem interrupção e, assim, os benefícios sejam aproveitados.

Prejuízos da falta de sono à saúde da pele

Sabendo das vantagens em dormir bem, fica fácil entender como a falta de sono pode afetar a saúde da pele. Assim, as principais consequências negativas, a curto e longo prazo, são:

  • Diminuição do tempo de recuperação da cútis
  • Quando dormimos bem, os níveis de cortisol, hormônio vinculado ao estresse, são reduzidos, o que favorece a regeneração celular e controla as erupções cutâneas.
    A falta de sono, em contrapartida, mantém altas as taxas desse hormônio durante a noite, propiciando o surgimento de lesões inflamatórias, como a acne, e prolongando o tempo de cicatrização.  

  • Ressecamento
  • A falta de sono gera inflamações e disfunções na camada protetora da pele, diminuindo a hidratação e, consequentemente, deixando a cútis mais suscetível ao ressecamento e à perda do brilho natural.
    Assim, o rosto fica sem viço, ganha um aspecto opaco e torna-se mais sensível, abrindo as portas para manchas e as indesejadas olheiras.

  • Perda da capacidade de autoproteção da pele
  • A saúde da pele está diretamente vinculada à produção de antioxidantes protetores, pois eles são os responsáveis por combater possíveis ataques que possam prejudicar a cútis.

    Por isso, a falta de sono faz com que a pele não consiga bloquear os danos causados por radicais livres, principalmente os advindos dos raios UV. Desta forma, aumentam as chances de queimaduras e de manchas ocasionadas pelo sol, como os temidos melasmas.

  • Envelhecimento precoce
  • Os altos níveis de cortisol também influenciam a produção de colágeno, proteína fundamental para a regeneração cutânea, o rejuvenescimento e a manutenção da elasticidade e firmeza.

Com o sono reduzido, não há tempo suficiente para produzi-lo e para reparar os danos do dia. Assim, o envelhecimento da pele torna-se inevitável, através do surgimento de manchas, flacidez e de linhas finas e de expressão.

Cuide da saúde da pele!

Além de dormir bem e pela quantidade de horas sugerida, há outras dicas complementares para garantir a saúde da pele:

  • hidratar-se diariamente;
  • remover totalmente a maquiagem antes de dormir para que os poros não fiquem obstruídos;
  • optar por uma alimentação equilibrada e rica em antioxidantes;
  • utilizar filtro solar todos os dias;
  • usar cremes noturnos específicos de acordo com o tipo cutâneo e a idade.

Quando se dá a devida importância à qualidade do sono, fica nítida a melhora da saúde da pele e do corpo como um todo. Além da questão da aparência, evitar a falta de sono assegura mais disposição e previne doenças.

Dra. Ana Paula Takeuchi

Dra. Ana Paula Takeuchi

Dra. Ana Paula Takeuchi é médica formada na Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FMUSP). Fez residência médica em Dermatologia no Hospital das Clínicas da FMUSP.

1
Olá! Posso te ajudar com alguma dúvida sobre agendamento de consultas?
Powered by