Cardiologia

A importância de consultar um cardiologista preventivamente

consulta cardiologista

Adotar hábitos saudáveis costuma ser a principal medida praticada por pessoas que buscam manter a qualidade de vida. Essa ação, realmente, é imprescindível, mas, junto dela, a realização de um check-up periódico e de exames de rotina deveria ser regra geral, especialmente a partir dos 35 anos.

Segundo uma pesquisa da Organização Mundial da Saúde (OMS), a consulta a um cardiologista pode prevenir que 80% dos fatores de risco levem ao surgimento de doenças no coração.

Além disso, uma avaliação médica regular possibilita o diagnóstico precoce de um problema cardíaco, elevando as chances de cura.

Por que a consulta ao cardiologista previne doenças?

Quando a consulta acontece com frequência, dificilmente uma disfunção passa despercebida. Isso porque o paciente é analisado de forma individual, conforme sua idade, o histórico familiar e os fatores de risco nos quais ele se enquadra.

As principais condições que influenciam o aparecimento de doenças cardíacas e que, portanto, devem ser avaliadas pelo especialista são:

  • obesidade;
  • sedentarismo;
  • tabagismo;
  • colesterol alto;
  • hipertensão;
  • diabetes;
  • estresse;
  • distúrbios endócrinos, infecciosos e nos rins.

Quando a pessoa possui um ou mais dos problemas acima e se consulta com um cardiologista periodicamente, o médico pode orientá-la sobre mudanças de hábito necessárias, assim como acompanhar sua evolução.

Principais exames realizados no check-up cardiológico

Nas consultas de rotina ao cardiologista, é possível realizar diversos exames visando a detecção de disfunções. Os mais comuns são:

  • eletrocardiograma: tem como objetivo observar o ritmo do coração, se há distúrbios na condução elétrica, alguma sobrecarga ou alteração no funcionamento do órgão;
  • teste ergométrico ou de esforço: analisa o desempenho cardiovascular em momentos de esforço físico. É fundamental, portanto, para pessoas que fazem ou pretendem fazer atividades físicas. Nem sempre os resultados são conclusivos sobre a existência de alguma anormalidade, mas o teste pode levar o médico a ampliar a investigação;
  • ecocardiograma: é uma espécie de ultrassonografia que avalia o tamanho do coração, a espessura de suas paredes, o quanto de sangue é bombeado o movimento das válvulas cardíacas.
  • radiografia de tórax: além da avaliação pulmonar,  observa-se se há um aumento cardíaco e alongamento da aorta.
  • testes laboratoriais: os exames de sangue mais frequentes são os de colesterol, triglicérides e glicemia, mas outros podem ser solicitados conforme o histórico do paciente.

Quais doenças podem ser prevenidas na consulta ao cardiologista

Com o check-up preventivo, é possível evitar ou tratar precocemente várias doenças no coração.

Um exemplo que leva à morte de milhões de pessoas todos os anos é o infarto agudo do miocárdio, também chamado de ataque cardíaco. TRata-se de uma obstrução na arterial que bloqueia a passagem do sangue por completo para o músculo cardíaco.

A insuficiência cardíaca é outro problema que pode ser prevenido com a consulta a um cardiologista. Ela costuma desenvolver-se devido a outras condições, como hipertensão e disfunções vasculares, e caracteriza-se por impedir não conseguir bombear o sangue adequadamente para outros órgãos.

A arritmia, ou seja, a alteração do ritmo dos batimentos cardíacos, é uma situação corriqueira também. Apesar de afetar principalmente pacientes com mais idade, afeta jovens e pode ser causada por substâncias estimulantes, como café e álcool, mas pode ser consequência de outras enfermidades, como o infarto ou do uso de drogas.

Outros distúrbios que podem ser diagnosticados no check-up são:

  • anginal;
  • aterosclerose;
  • cardiomiopatia;
  • cardiopatia congênita;
  • doença arterial periférica;
  • hipertensão e hipotensão;
  • pericardite;
  • prolapso da válvula mitral;
  • sopro no coração;
  • taquicardia;
  • tumor cardíaco.

Não procure o médico somente quando algo estiver errado

Quem agenda consultas com o cardiologista somente quando sente algo atípico corre o risco de descobrir a presença de problemas já em estágio avançado. Com isso, o tratamento pode ser mais difícil ou até insuficiente, não trazendo resultados satisfatórios.

Lembre-se, o check-up cardiológico de rotina possui um papel duplo: além de prevenir disfunções, possibilita que um distúrbio seja identificado de maneira precoce, aumentando as chances de cura.

As doenças no coração podem piorar a sua qualidade de vida, portanto, marque uma consulta com um cardiologista. Sua saúde agradece.

Guia da Mulher Adulta Download Powered by Rock Convert
1
Olá! Posso te ajudar com alguma dúvida sobre agendamento de consultas?
Powered by