Dermatologia

Como tratar os efeitos do sol na pele?

efeitos do sol na pele

O sol é considerado um dos principais vilões quando se pensa em saúde da pele. Quando há exposição excessiva e falta de cuidados, os raios solares podem causar consequência diversas, desde o envelhecimento precoce até o surgimento de câncer de pele.

Para evitar esses prejuízos, é fundamental, juntamente com medidas preventivas, realizar um tratamento para os efeitos do sol, que deverá ser indicado por um dermatologista conforme os sinais aparentes na pele.

Abaixo, confira informações sobre os principais efeitos do sol na pele e as alternativas existentes para devolver a beleza e saúde para você!

Tratamento para efeitos do sol

Existem alguns tratamentos para efeitos do sol. As alternativas são diversas, sendo que cada uma oferece benefícios para determinados sintomas.

Hidrate a sua pele

O primeiro passo para evitar que a pele resseque após a exposição solar é abusar da hidratação. Além de beber bastante água, é importante utilizar produtos com substância calmante e revigorante.

Caso a sua pele descasque, esses cuidados devem ser redobrados, além de ser indicado o uso de produtos refrescantes, como o gel com aloe vera.

Além disso, deve-se evitar ao máximo banhos com água muito quente, pois ela retira a camada protetora da pele e pode gerar queimaduras.

Abuse dos cremes e dermocosméticos

A grande vantagem dos cremes antienvelhecimento é que, como eles agem na camada mais superficial da pele, eles minimizam os sinais logo nas primeiras aplicações. Esse tipo de tratamento para efeitos do sol visa, porém, apenas atenuar e hidratar, e não realmente promover uma melhora a longo prazo.

Já os dermocosméticos possuem uma dupla função: Embelezar e tratar. Nesse caso, eles promovem hidratação enquanto tratam manchas, rugas e outras cicatrizes.

Além de escolher entre um e outro, fique atento a sua composição. Prefira os produtos à base de vitamina C. Por ter ação antioxidante, ela é capaz de eliminar os radicais livres e, consequentemente, reduzir os sinais de envelhecimento, além de incentivar a produção de colágeno.

Realize procedimentos para minimizar as manchas

Dentre os diversos efeitos do sol na pele, as manchas certamente estão no topo das principais reclamações das mulheres.

Apesar de elas poderem surgir em diversas partes do corpo, como mãos e ombros, as mais visíveis e incomodativas costumam ser as do rosto, aumentando a importância de realizar procedimentos específicos que sejam mais eficientes e apresentem resultados mais rápidos.

Nesse caso, o tratamento para os efeitos do sol pode ser realizado através de:

  • Peeling químico;
  • Laser;
  • Microagulhamento com drug delivery;
  • Luz intensa Pulsada (LIP)

A escolha de qual realizar deve ser feito exclusivamente por um profissional especializado.

Os efeitos do sol na pele

Ao mesmo tempo em que o sol é considerado benéfico, principalmente por ser fonte de vitamina D e ajudar a fixar o cálcio nos músculos, ele oferece consequências visíveis quando há uma exposição excessiva.

Nesse cenário, destaca-se o termo conhecido como fotoenvelhecimento, ou seja, os sinais e marcas de envelhecimento que surgem de forma precoce justamente devido à exposição aos raios UVA e UVB. Dentre os efeitos do sol na pele, os mais visíveis são:

  • Surgimento de manchas escuras ou claras, pintas e sardas;
  • Aparecimento de rugas e linhas de expressão;
  • Perda na elasticidade;
  • Queimaduras;
  • Alteração na pigmentação da pele
  • A pele fica mais seca, áspera e espessa;
  • Surgem lesões que podem evoluir para um câncer.

Como se percebe, os efeitos do sol na pele vão além de uma questão estética. Inclusive, é importante destacar que, segundo o INCA, o câncer de pele é o câncer mais frequente no Brasil, representando 30% de todos os tumores malignos diagnosticados no país.

Esse alto número reflete outro dado alarmante: somente 32% dos brasileiros utilizam protetor solar durante o ano todo, ou seja, uma grande maioria da população estará propensa a sofre um ou mais dos efeitos do sol na pele.

Previna-se

A prevenção é sempre o melhor remédio e não poderia ser diferente quando se fala em efeitos do sol na pele. Assim, lembre-se de usar protetor solar diariamente, além de carregar sempre consigo para reaplicar quando necessário.

Inclusive, é fundamental lembrar que os danos causados pelo excesso de exposição surgem com o passar dos anos, ou seja, eles são cumulativos. Isso demonstra a importância de se cuidar desde jovem, mesmo que nessa fase os reflexos ainda não sejam aparentes.

Dra. Ana Paula Takeuchi

Dra. Ana Paula Takeuchi

Dra. Ana Paula Takeuchi é médica formada na Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FMUSP). Fez residência médica em Dermatologia no Hospital das Clínicas da FMUSP.

1
Olá! Posso te ajudar com alguma dúvida sobre agendamento de consultas?
Powered by