Dermatologia

Como evitar espinhas e cravos

como evitar espinhas

A adolescência é um marco na vida de qualquer pessoa. É nesse período que começamos a nos descobrir e a perceber grandes transformações corporais. Uma dessas mudanças é o surgimento de cravos e espinhas. E a acne não é uma condição exclusiva dos jovens – ela também pode aparecer em adultos.

Independentemente da idade, as pessoas que sofrem com a doença (sim, doença) tem algo em comum: todas desejam saber como evitar espinhas e cravos para manter uma pele mais bonita.

Mas, em primeiro lugar, você sabe por que o problema surge?

O que causa a acne?

A acne se forma a partir de folículos pilosos obstruídos. Esses folículos, também chamados de unidades pilossebáceas, encontram-se sob a nossa pele e têm a função de produzir pelos e sebo. Uma vez obstruídos e com a secreção de sebo bloqueada, há formação de cravos, que podem inflamar e ocasionar espinhas. Os mecanismos que regulam a intensidade dessa inflamação ainda são parcialmente desconhecidos. Alterações hormonais que ocorrem durante a adolescência e a gravidez podem ter ligação com o surgimento de espinhas, por estimularem as glândulas sebáceas a produzir maiores quantidades de sebo. A hereditariedade também é considerada um fator de risco, embora não seja o único determinante.

Algumas pessoas podem desenvolver acne por terem mais sensibilidade às bactérias (P. acnes) presas dentro do folículo piloso.

O uso de maquiagem e de filtro solar inadequados para peles oleosas, óleo bronzeador, além do estresse e de alterações hormonais durante a menstruação, são fatores que podem piorar bastante o quadro de acne.

Como evitar espinhas e cravos

Para evitar espinhas e cravos, temos algumas dicas. O ideal é inseri-las em sua rotina diária, para observar melhores resultados.

1. Limpeza

A oleosidade e as impurezas tendem a obstruir os folículos, e isso causa as indesejadas espinhas. Por isso, higienizar a pele é muito importante. Procure sabonetes adequados ao seu tipo de pele e evite lavar o rosto mais de duas vezes por dia, para evitar um efeito rebote, que se traduz pelo aumento de produção de sebo pela sua remoção em excesso.

2. Máscara de argila

São excelentes para ajudar a secar espinhas inflamadas. Por ser um produto de origem natural, não costuma fazer mal e não é contra-indicado a nenhum tipo de pele. Deixe a máscara no rosto durante vinte minutos.

3. Resista à tentação de espremer!

Nossas mãos estão impregnadas de sujeira e bactérias o tempo todo, especialmente as unhas. Quando você mexe em cravos e espinhas, pode gerar uma inflamação ainda maior e deixar feridas e cicatrizes. Opte, sempre, por limpezas de pele feitas por profissionais.

4. Cuide da alimentação

Como evitar espinhas? Mantendo uma dieta saudável.

Muito se fala sobre o chocolate causar acne, não é mesmo? Na verdade, ele não é o único vilão. Cuidado com alimentos que contenham muita gordura e açúcar, pois esses compostos são responsáveis por fazerem as glândulas sebáceas produzirem mais sebo. Assim, os poros ficam mais facilmente entupidos e o resto do processo você já conhece. Estudos apontam também associação de piora da acne, após whey protein e outros produtos derivados do leite.

Apesar de ser mais comum no rosto, a acne também pode aparecer no pescoço, nas costas, no tórax e nos ombros. Vale lembrar que cada pessoa tem um tipo de pele, com características específicas. Por esse motivo, é importante agendar uma consulta com um dermatologista de confiança para receber orientações mais precisas sobre como evitar espinhas. Nunca utilize medicamentos sem prescrição médica, pois isso pode agravar o quadro.

Dra. Ana Paula Takeuchi

Dra. Ana Paula Takeuchi

Dra. Ana Paula Takeuchi é médica formada na Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FMUSP). Fez residência médica em Dermatologia no Hospital das Clínicas da FMUSP.

1
Olá! Posso te ajudar com alguma dúvida sobre agendamento de consultas?
Powered by