Problema na tireoide altera o peso? Saiba quais as dúvidas mais frequentes sobre essa glândula

 In Novidades

Problemas na tireoide relacionados a alterações de peso são algumas das principais queixas de homens e mulheres que convivem com esse mal. As principais doenças relacionadas ao seu funcionamento são de origem auto-imune e possuem tratamento desde que diagnosticados adequadamente.

A tireoide é uma glândula situada na região anterior do pescoço, logo abaixo da proeminência laríngea, popularmente conhecida como “gogó” ou “pomo-de-adão”, que tem a função de produzir os hormônios tireoidianos (HT), necessários para regular os processos metabólicos do organismo, como as transformações físico-químicas relacionadas ao crescimento, desenvolvimento dos sistemas nervoso e sexual e demais modificações do corpo.

Em relação aos transtornos de funcionamento desta glândula, é muito comum que a tireoide apresente alterações que a impeça de produzir adequadamente esses hormônios (hipotireoidismo) ou que a faça produzi-los em excesso (hipertireoidismo).

Problemas na produção de hormônios pela tireoide podem trazer alterações significativas no peso

Principais dúvidas relacionadas à tireoide e às alterações de peso

Os problemas na tireoide podem alterar o peso do indivíduo, para mais ou para menos. E é exatamente sobre essas alterações que este artigo irá tratar, respondendo, criteriosamente, algumas das principais dúvidas dos portadores de distúrbios na tireoide.

Por que ganho peso e tenho dificuldade em perdê-lo?

O ganho de peso (que ocorre nos casos de hipotireoidismo) está relacionado a alguns fatores específicos, como a retenção de líquidos, por exemplo.

Além disso, devido a redução do metabolismo, há uma menor queima de energia e o indivíduo passa a ter um aumento de apetite. O aumento de sonolência gerada nesta doença também colabora mais com o aumento de peso.

Quanto peso posso ganhar com o hipotireoidismo?

Como não restam dúvidas de que os problemas na tireoide alterem o peso, esse tipo de pergunta passa a fazer parte do dia-a-dia de todos os indivíduos portadores de alguma disfunção nesta glândula.

A resposta, segundo especialistas, é que esse aumento dificilmente ultrapassará os 10% do peso atual do paciente, sendo que, desse total, de 2kg a 5kg são resultados da retenção de líquidos. Em quatro semanas de dedicação ao tratamento, esse excesso pode ser eliminado.

Por que o hipertireoidismo emagrece?

Nesse caso, o que ocorre é o excesso de produção de hormônios tireoidianos, que acelera o metabolismo, fazendo com que a perda calórica seja acentuada mesmo que o indivíduo mantenha uma dieta rica em calorias.

O que se deve ter em mente é que um médico necessita avaliar clinicamente o(a) paciente e analise os exames laboratoriais (hormônios tireoideanos) para que chegue ao diagnóstico adequado e, assim, possa instituir o tratamento mais adequado.

Quais doenças o ganho de peso decorrente de problemas na tireoide pode ocasionar?

Os problemas relacionados à disfunção da tireoide vão muito além da alteração de peso em si. O indivíduo pode desenvolver, por exemplo, quadros de hipertensão, problemas cardiovasculares, ósseos, entre vários outros transtornos.

Vale ressaltar que muitos suplementos de iodo prometem resultados milagrosos, mas, segundo a Associação Americana de Tireoide (ATA), níveis excessivos de iodo no organismo podem gerar um efeito contrário, ou seja, o total descontrole dos níveis de secreção hormonal.

E no caso de perda de peso, quais são as consequências?

Uma perda repentina de peso pode surgir em decorrência do hipertireoidismo, que é caracterizado pela produção excessiva de hormônios tireoidianos.

Apesar da perda de peso relacionada à tireoide ser conhecida, há algumas outras características do hipertireoidismo, como: tremores, nervosismo, suor intenso, sensação de calor, irritabilidade, pressão arterial alta, cabelos mais finos e alteração de sono (insônia). Há casos graves em que a pessoa pode ter exoftalmia (olhos “esbugalhados”). Se não tratado, o hipertireoidismo pode levar a outros problemas de saúde. Alguns dos mais graves envolvem o coração (batimentos cardíacos acelerados e irregulares, insuficiência cardíaca) e os ossos (osteoporose). Vale destacar, porém, que pessoas com hipertireoidismo leve e idosos podem não apresentar sintomas.

Obesidade é sinal de problemas na tireoide?

Não necessariamente, já que muitos são os fatores que levam a esse quadro: sedentarismo, predisposição genética, hábitos alimentares, entre outros. Os especialistas garantem que em apenas 5 % dos casos de obesidade os problemas na tireoide são os desencadeadores.

Logo, apesar de saber que problemas na tireoide são capazes de alterar o peso de um indivíduo, não há comprovação da relação direta entre obesidade e disfunções nessa glândula.

Magreza é sinal de problemas na tireoide?

A magreza não está, necessariamente, relacionada com distúrbios na tireoide. É preciso que esse emagrecimento ocorra de forma repentina para que se possa associá-lo a algum tipo de doença.

Para a endocrinologista, nutróloga e membro da Sociedade Brasileira de Endocrinologia, Ellen Simone Paiva, um método bastante eficaz para saber se uma pessoa magra é saudável, é verificar se ela sempre teve a mesma estrutura corporal sem ter nenhum tipo de problema relacionado à alimentação.

Perda repentina de peso pode estar relacionada com problemas na tireoide.

Posso ter problema na tireoide e não ter alteração no peso?

Sim! E é importante saber que existem vários graus de comprometimento da tireoide e, por isso, nem sempre alterações de peso são percebidas.

Por que as mulheres sofrem mais com o peso?

Essa é uma questão ainda não totalmente resolvida pela ciência, mas, suspeita-se que algumas dietas que fazem com que a mulher engorde e emagreça em um curto espaço de tempo, jejuns prolongados e maior propensão ao estresse sejam alguns dos motivos para esse problema.

Exercícios físicos funcionam nesse caso?

Não só nesse, como em todos os casos. Os exercícios físicos, na verdade, deveriam fazer parte da rotina de todos os indivíduos, da mesma forma como escovar os dentes, tomar banho, comer, dormir, etc.

Segundo a mestre em nutrição pela Universidade de Berkeley (Califórnia) Cheryl Harris, “o exercício físico é uma ótima maneira de aumentar o metabolismo, fortalecer os ossos, a estrutura muscular, administrar o estresse, manter a saúde do coração em dia, entre outros benefícios que certamente auxiliarão no combate aos problemas da tireoide”.

Ficou alguma dúvida se os problemas na tireoide alteram o peso? Se houver, deixe-a nos comentários abaixo. E também aproveite para conferir as outras publicações do site!

Recent Posts

Leave a Comment