Julho Verde – 5 sinais para o combate ao câncer de cabeça e pescoço

 In Cirurgia de Cabeça e Pescoço

Neste novo século, estamos observando um aumento significativo no diagnóstico de câncer. Felizmente, o avanço na Medicina tem melhorado o tratamento dos pacientes que sofrem desta enfermidade, inclusive atingindo a cura.

Muitos destes tumores possuem causas bem definidas, ora por hábitos e vícios ora por questões relacionados à genética. Portanto, seria bom detectar os tumores em fase inicial nas pessoas que possuem fatores de risco, assim como evitar o aparecimento do câncer através da conscientização das pessoas sobre os malefícios de alguns hábitos e vícios.

Frente à importância da detecção precoce e da conscientização, as sociedades de diversas áreas de saúde vêm promovendo campanhas de conscientização pelo mundo. Atualmente, as mais conhecidas são o “Outubro Rosa” e o “Novembro Azul”, representadas pelos laços rosa e azul, que são voltadas para o câncer de mama e próstata, respectivamente.

Diante disto, em 2014, a Federação Internacional das Sociedades Oncológicas de Cabeça e Pescoço decidiu instituir o dia 27 de Julho como o Dia Mundial do Câncer de Cabeça e Pescoço e, seguindo os padrões da Ginecologia e Urologia, o mês de julho foi escolhido para a campanha conhecida como “Julho Verde”.

As principais afecções de importância para esta campanha são os tumores de cavidade oral, faringe e laringe. Estas áreas são propensas ao desenvolvimento de câncer principalmente nos indivíduos que fumam e ingerem bebida alcoólica (o tabagismo e o etilismo aumentam o risco de câncer em 20 vezes). Além disso, a infecção pelo vírus HPV tem ganhado importância em relação ao aparecimento do câncer, principalmente na região de orofaringe (fundo da boca). O HPV é transmitido através do sexo oral sem proteção e o risco para o câncer é maior quando há múltiplos parceiros sexuais. Este tipo de tumor tem atingido indivíduos jovens, menores de 45 anos. Segundo o Instituto Nacional de Controle do Câncer (INCA), a estimativa para o ano de 2016 é de mais de 18 mil casos de tumores de cavidade oral e laringe, sendo o segundo câncer mais frequente entre os homens. E a mortalidade deste câncer é ainda elevada pelo fato dos pacientes serem diagnosticados em fase avançada da doença. Portanto a detecção precoce e a prevenção são fundamentais para a população.

Além deste tumor, a campanha também engloba o câncer de tireoide, principalmente no sexo feminino. Segundo o INCA, este é o oitavo câncer mais frequente entre as mulheres; porém, nos últimos anos, o diagnóstico deste tipo de tumor vem aumentando devido à detecção precoce com exames de ultrassonografia de check-up. Há estimativas de que em 2020, o câncer de tireoide ultrapasse os outros tumores e passe a terceiro lugar em frequência nas mulheres. Apesar deste aumento no diagnóstico, os tumores de tireoide geralmente possuem os melhores prognósticos e as chances de cura são maiores quando bem tratadas.

Diante deste fato, precisamos estar atentos a 5 principais sinais de alarme e devemos procurar um médico caso permaneçam mais de 2 a 3 semanas.

1. Afta que não melhora
Lesões em boca, parecidas com aftas e que durem mais de 2 a 3 semanas devem ser investigadas. Estas lesões podem ser câncer, principalmente nos indivíduos que possuem o hábito de fumar e ingerir bebida alcoólica. Além disso, a prática de sexo oral sem proteção aumenta à exposição ao vírus HPV, que também pode gerar o câncer na garganta.

2. Rouquidão persistente

Se a rouquidão persistir por mais de 2 a 3 semanas, um profissional de saúde deve ser procurado, principalmente em pessoas tabagistas e etilistas. O câncer de laringe pode iniciar apenas com este sintoma.

3. Dificuldade para engolir
Os tumores de cavidade oral e faringe podem ser dolorosos e até gerar obstrução na passagem de alimentos. Consequentemente, os indivíduos acometidos por estas doenças possuem dificuldade e dor ao deglutir.

4. Alteração da voz

Tumores de cavidade oral, por causarem dor e modificarem a estrutura, podem prejudicar a fala. Desta forma, a voz pode alterar e ficar com um aspecto conhecido como “voz de batata quente”, semelhante ao tentar conversar com um alimento quente dentro da boca.

5. Nódulo em pescoço

A presença de um nódulo no pescoço, na região anterior, logo abaixo do “pomo-de-Adão” pode ser um nódulo de tireoide. Se notar algo parecido, um médico deverá ser procurado para realizar a investigação adequada.
Nódulos de pescoço localizados mais nas laterais (popularmente conhecidos como “ínguas”) que permaneçam mais de 2 a 3 semanas devem ser investigados. Eles podem ser metástases de tumores de cavidade oral, faringe, laringe e até de tireoide.

A detecção precoce de um câncer é importante para que o tratamento possa ser realizado de forma mais rápida e efetiva. Porém, prevenir que o câncer apareça é muito melhor. Portanto, devemos buscar uma vida com hábitos mais saudáveis, evitar vícios, ter uma alimentação balanceada e fazer seguimento médico periódico.


*Dr. Jorge Kim é especialista em Cirurgia de Cabeça e Pescoço e em Doenças da Tireoide e Paratireoide. Possui Título de Especialista pela Sociedade Brasileira de Cirurgia de Cabeça e Pescoço (SBCCP) e atualmente é membro da equipe da Cirurgia de Cabeça e Pescoço do Instituto do Câncer do Estado de São Paulo (ICESP HC-FMUSP).

Recent Posts