Como tratar nódulos na cabeça e no pescoço? E se virar Câncer?

 In Cirurgia de Cabeça e Pescoço, Novidades

Nódulos na tireoide são muito comuns na população adulta, o que faz com que muitas pessoas sejam diagnosticadas com esses nódulos e se assustem sem saber o que isso significa e quais os riscos que eles oferecem.

Felizmente, a grande maioria dos nódulos da tireoide não oferece riscos e não causa sintomas. Estima-se que apenas 5% deles seja câncer. Quando se trata deste tipo de doença, um diagnóstico precoce é muito importante para evitar complicações, como a dispersão das células cancerosas para outras partes do corpo.

Para isso, é fundamental que se detecte os nódulos rapidamente e que sejam feitos os exames corretos cedo. Nesse sentido, se você sentir os sintomas tipicamente associados a nódulos na tireoide, não hesite em marcar uma consulta com um médico especialista. O exame físico para detectar nódulos é rápido e simples, e pode ser a diferença entre um diagnóstico tardio ou precoce de uma doença séria como o câncer.

Quando são detectados nódulos, outros exames são necessários para diagnosticar se são malignos. O principal deles é através da punção aspirativa do nódulo com uma agulha fina, que permite retirar material do nódulo para análise microscópica.

Se os nódulos se provarem prejudiciais, é necessário dar início ao tratamento. Para tratar o câncer de tireoide, há as seguintes opções:

Cirurgia

O principal tratamento para o câncer de tireoide é a cirurgia, que é realizada preferencialmente por um médico especialista em Cirurgia de Cabeça e Pescoço. Neste procedimento, parte ou a totalidade da tireoide é retirada do corpo. Após a cirurgia, a paciente precisará passar pelo processo de recuperação e ingerir hormônios para repor os que seriam produzidos pela tireoide para manter o funcionamento normal do corpo. Caso o tumor já tenha evidência comprovada de disseminação para os gânglios linfáticos ao redor da tireoide, a remoção deles através da cirurgia é necessária. Este procedimento é conhecido como esvaziamento cervical.

Iodoterapia

Este tratamento, normalmente, é utilizado como complemento ao tratamento cirúrgico de um tipo de câncer de tireoide. A paciente ingere uma dose controlada de iodo radioativo, que tem a função de destruir os tecidos remanescentes de câncer de tireoide que não puderam ser removidos no processo cirúrgico. Este tratamento também é recomendado para tratar tumores que tenham se espalhado para os gânglios linfáticos próximos da tireoide e para outros órgãos como o pulmão.

Radioterapia

Uma fonte de radiação externa é direcionada à região do tumor, com objetivo de destruir as células cancerosas. Este tipo de tratamento é menos comum atualmente. Sua utilização é restrita a casos muito específicos determinados pelo médico ou pela junta médica.

Quimioterapia

A quimioterapia é pouco utilizada para o tratamento do câncer de tireoide. Há alguns protocolos atuais que utilizam alguns quimioterápicos para alguns tipos específicos de tumores que já se espalharam pelo organismo e que não possuem a  chance de tratamento cirúrgico.

O médico especialista determinará qual tipo de tratamento é o correto para seu caso. Quando os nódulos não apresentam riscos sérios, a cirurgia costuma ser recomendada apenas quando estão causando muito desconforto (falta de ar, dificuldade para engolir, rouquidão). Quando os nódulos têm risco de serem câncer, será recomendada cirurgia na tireoide.

Nódulos na tireoide que apresentam riscos ao organismo podem causar complicações sérias, mas são plenamente tratáveis. Dessa forma, se você for diagnosticado com esses nódulos, tente manter a calma, converse com seu médico e se informe sobre todo o processo. Neste artigo buscamos lhe dar informações gerais sobre o processo de diagnóstico e os tratamentos possíveis para este problema.

Para diagnosticar e tratar nódulos na tireoide, os profissionais especializados da Alira estão sempre disponíveis para te atender. Conheça mais sobre nosso especialista em Cabeça e Pescoço clicando aqui.

 

Recommended Posts

Leave a Comment